03/07/2017

E nós ganhamos! Repórter do Futuro recebe "Prêmio Abraji de Contribuição ao Jornalismo"

Nesta quarta edição, os homenageados fomos nós!

Sérgio Gomes, ao lado de amigos e representantes das instituições apoiadoras do Repórter do Futuro. Foto: Alice Vergueiro.
Por Cristiane Paião e  Ruam Oliveira

A cerimônia foi realizada na tarde desta quinta-feira (29) durante o 12º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo da Abraji. Para manter a "tradição", "Sérjão", como é conhecido pelos amigos, se negou a receber o prêmio sozinho. “Isso não é só para mim, mas para muito mais gente, é para o projeto Repórter do Futuro” afirmou, convocando os colegas que estavam na plateia para agradecer pelos mais de 20 anos da iniciativa que já contribuiu para a formação complementar de aproximadamente 800 estudantes de jornalismo.

Entre eles, estavam Ana Luisa Zaniboni Gomes, diretora da OBORÉ; Cristina Cavalcanti, secretária executiva; Ricardo Paoletti, assessor de imprensa da Federação dos Professores do Estado de São Paulo (Fepesp); Pedro Ortiz, que neste ano coordena a Redação Laboratório da Cobertura do Congresso Abraji - atividade integrante do Repórter do Futuro; Aldo Quiroga, da equipe de coordenação pedagógica; Manuel Carlos Chaparro, professor aposentado da ECA/USP e conselheiro do, projeto; Diogo Alcântara, do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e José Roberto de Toledo (ex aluno de Sergio na ECA/USP, onde tudo começou). 

Coordenador geral do Projeto, o jornalista Sérgio Gomes é também diretor da OBORÉ - entidade responsável pela realização dos cursos de formação universitária para estudantes de comunicação -, e também por este blog, escrito pela redação-laboratório da cobertura oficial do Congresso da Abraji.

Sérgio está à frente do Repórter do Futuro desde sua criação, em 1994. "Este reconhecimento pela Abraji do significado do PRF é da maior importância”. Avesso ao “culto à personalidade”, Sergio Gomes entende que  projetos podem ir além da vida de alguém, como é o caso do Repórter do Futuro, que há mais de 20 anos se dedica à formação de jovens jornalistas. 

Quem entregou o Prêmio a Sérgio foi Audálio Dantas, amigo de longa data. Audálio comentou sobre a trajetória de Sergio Gomes desde seus tempos de estudante universitário até a criação da OBORÉ e do Repórter do Futuro. “O Serjão é um irmão do mundo (...) Cada vez mais o admiro. Tentei entendê-lo, mas até agora não consegui". 

Thiago Herdy, presidente da Abraji, destacou que escolher o Projeto Repórter do Futuro como homenageado deste ano foi coerente com o que a instituição apoia. “A Abraji é uma entidade que acredita na formação dos jornalistas como uma das melhores estratégias para aprimorar o jornalismo que vem sendo praticado no Brasil. E o Repórter do Futuro faz isso há 23 anos”, disse.



Sobre o Repórter do Futuro

Criado oficialmente em 1994, o Projeto Repórter do Futuro surgiu como um curso de complementação universitária, de capacitação e profissionalização de estudantes de jornalismo. Ministrado por especialistas e jornalistas profissionais, busca articular reflexão e prática jornalística, promovendo o autodesenvolvimento e incentivando as carreiras dos jovens. Seus cursos, ofertados semestralmente, contam com o apoio e parceria de organizações da sociedade civil (incluindo a Abraji), faculdades de jornalismo, profissionais da área e lideranças diversas.

Os cursos desenvolveram uma metodologia própria de conferências de imprensa seguidas de entrevistas coletivas. Gomes diz que o funcionamento é o mesmo de uma “sala de aula invertida”: os estudantes, que sabem de antemão da presença dos especialistas, escutam uma palestra por quarenta minutos e depois se organizam para entrevistá-los. s  alunos devem então produzir textos e, ao fim do curso, executar uma proposta de produção jornalística para publicação. Os textos são avaliados  individualmente, em encontros com o instrutor do curso.


O 12º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo é uma realização da Abraji e da Universidade Anhembi Morumbi com o patrocínio de Google News Lab, Grupo Globo, Facebook Journalism Project, Mcdonald's, Estadão, Folha de S.Paulo, Gol, Itaú, Nexo Jornal, Twitter e UOL, e apoio da ABERT, ANJ, ANER, Comunique-se, BuzzFeed, Consulado dos Estados Unidos, ETCO, FAAP, Fórum de Direito de Acesso a Informações Públicas, Revista Piauí, Jornalistas & Cia., Knight Center for Journalism in the Americas, OBORÉ Projetos Especiais, Portal Imprensa, Textual e UNESCO. Desde sua 5ª edição, a cobertura oficial é realizada por estudantes do Repórter do Futuro, sob a orientação de coordenadores do Projeto e diretores da Abraji.

Nenhum comentário:

Postar um comentário